Para sempre, Caio
Para sempre, Caio

Sempre me considerei uma pessoa que segura o peso das emoções e sentimentos. Cresci me apaixonando pelas poesias de Cazuza e pela melancolia de Renato Russo. Os dois me ensinaram muito ao longo da vida sobre dores de amor, crises existenciais e sobre o mundo caótico e confuso que vivemos. Eu absorvi muito deles e […]