Resenha – Como conversar com um fascista
Resenha – Como conversar com um fascista

Há algum tempo comecei a ler livros de não-ficção, principalmente aqueles que abordam politica e movimentos sociais. E, Como conversar com um fascista foi uma leitura fundamental, principalmente depois que a palavra “fascismo” ganhou tanta popularidade nas redes sociais nos últimos meses.

Resenha

Marcia Tiburi é filósofa e professora, no livro ela apresenta estudos de base filosófica e antropológica do fascismo. O livro tem prefácio de Jean Wyllys e apresentação de Rubens Casara, ambos mostrando a necessidade do conhecimento e estudo do regime fascista ao longo da história e como ele ainda interfere indireta e diretamente no comportamento político atual que vivemos.

Trecho do livro Como conversar com um fascista

A autora faz diversas associações do regime fascista com a comunicação através das redes sociais, que se tornou rotina da maior parte da população, inclusive para a incitação de ódio e disseminação de notícias falsas. Reconhece alguns desses pontos?

O pouco que eu sabia sobre o regime fascista havia aprendido na escola e não me lembrava de muito. A maneira didática com que a Marcia introduz os estudos e pensamentos à respeito facilitou muito a minha absorção. Inclusive em alguns pontos do livro senti a ficha cair e passei a reconhecer comportamentos fascistas, principalmente nas redes sociais, onde as pessoas não tem medo de falar coisas absurdas, incitar o ódio contra algum grupo ou minoria, acreditando estar protegido pela tela do celular.


Trecho do livro Como conversar com um fascista

Recomendo a leitura, indepedente de posicionamento político, pois acredito que o livro seja um bom agregador de conhecimento. E saber sobre diferentes pontos de vista é fundamental pra criar sua própria ideologia.

Além de Como conversar com um fascista, Marcia tem outros títulos lançados recentemente: Feminismo em Comum e Ridículo Político.

Ficha técnica

Marcia Tiburi

E-book, também disponível no Kindle Unlimited ou capa comum

196 páginas