Entendi como amar
Entendi como amar

Temos um relacionamento difícil há muitos anos. Não conseguimos nos entender na maioria dos dias, inclusive mal nos olhamos e isso vai desgastando nossa relação. Sei que não é toda sua culpa, tenho responsabilidade sobre o que acontece conosco também, só não gosto de admitir. Você dá o seu melhor por mim, me leva onde quero ir, me esquenta quando preciso e segura minhas crises de choro e desespero no meio daquelas dias complicados. Eu nunca fui carinhosa com você, sempre cobrei demais e nunca te vi como suficiente, procurando mudar tudo que podia pra que ficasse perfeito. Mas olha que coisa, a perfeição não existe e é nisso que mora a beleza. Pois é, demorei mais de 20 anos pra enxergar isso, me desculpe. 

Deixei você sem nutrientes, ansioso, nervoso, machucado. Buscava soluções imediatas, algumas até radicais demais. Mas eu não ligava, o importante era que as pessoas olhassem pra você e elogiasse, mas da maneira errada. Antes uma palavra pra mim era ofensa: gorda. Quando diziam isso sentia como se fosse a palavra mais horrorosa que poderiam dizer pra gente. 

Você, meu corpo, que lutou por anos pra conseguir ser visto da maneira que é, com as marcas que a vida trouxe e com todas as batalhas que encaramos juntos. Meu querido corpo, eu peço desculpas por tudo que te fiz passar nesses vinte e poucos conturbados anos. Ainda estamos em recuperação, ainda há dias que não nos olhamos, passamos direto por qualquer reflexo e sofremos calados por ter comido aquele chocolate delicioso de sobremesa. Mas estamos trabalhando pra isso tudo melhorar. Sozinhos não vamos conseguir, mas hoje temos apoio e quando chegam os dias ruins, não nos rendemos mais. 

Aqueles anos de adolescência onde tudo virava motivo pra eu te odiar, foram difíceis. Ou aqueles dias que só de olhar um corpo diferente já era motivo pra eu querer te maltratar por não ser igual. 

Hoje aprendi que tudo bem não ser igual. É a diferença que nos faz únicos e especiais. Quando você surgiu com as celulites e estrias eu te odiei muito, te escondia sempre que podia, mas hoje eu adoro as marquinhas, significam nossa história. Finalmente comecei a te tratar como merece. Me desculpa por demorar pra te amar, mas é mais difícil do que parece. De agora em diante vamos seguir em paz, sem disputar aparência com outras pessoas, sem querer ser igual a ninguém. 

Meu corpo é único e eu agradeço muito por isso, cada dia mais.