A culpa sempre é do outro
A culpa sempre é do outro

Um hobby/mania/instinto do ser humano é culpar o outro sobre tudo que acontece de ruim ou errado dentro da sociedade ou até mesmo na própria vida. E eu, como típica proletariada e estudante, tenho como transporte o ônibus e metrô. No vai e vem de todos os dias vejo e presencio cenas que se alguém […]

A convivência com o abuso
A convivência com o abuso

Esse é o primeiro texto que escrevo que tem 0% de ficção, totalmente baseado em acontecimentos reais, vividos por mim. A princípio, achei que não deveria abordar um assunto tão delicado aqui, mas decidi compartilhar, afinal esse é o meu pequeno grande espaço, onde me sinto à vontade para falar o que sinto. Nos últimos […]

Uma amiga
Uma amiga

Há algum tempo conheci uma pessoa diferente, mas com um encanto único. Seu olhar carregava muita tristeza e melancolia, mas estava sempre com um sorriso no rosto. Nunca falava de seus problemas, deixava-os em casa, não carregava para os lugares onde ia, muito menos despejava nos ombros alheios. Gostava de se distrair em grupos de […]

Boas recordações
Boas recordações

Fazem alguns meses (talvez anos), que adquiri a mania de guardar o máximo de recordações boas que conseguisse. Todos os momentos que eu considerasse bom o suficiente para ser relembrado daqui algum tempo, guardava uma pequena recordação. Bilhetes de cinema, notas de lanchonete, fotografias engraçadas ou ruins, mas que registrassem um lugar e pessoas que […]

Amigos desconhecidos
Amigos desconhecidos

Nunca soube lidar muito bem com mudanças de amizades porque sempre fui de me apegar fácil às pessoas do meu convívio. Quando era pequena, na escola, sempre que me identificava com alguém, já passava a maior parte do tempo junto com essa nova amiga, tratava de conhecer o máximo que conseguia e, claro, tentava ajudar […]

O mesmo café
O mesmo café

Eu o observava fazia muito tempo. Todos os dias, sempre no mesmo horário coincidentemente (ou não) íamos na mesma cafeteria tomar a primeira dose de cafeina do dia antes de entrar no trabalho. Sempre na minha frente, ele pedia um café preto, médio, para viagem, eu pedia um café com leite e canela, pequeno, para […]

Roteiro fracassado
Roteiro fracassado

Há alguns dias – ou semanas, talvez- parei pra pensar no quão ridículo é ter que seguir uma rotina, fazer sempre as mesmas coisas, nos mesmos horários até chegar o fim de semana e conseguir parar para respirar e fazer algo que realmente goste, nem que seja dormir mais um pouco ou caminhar pelas ruas […]

Éramos o certo que deu errado.
Éramos o certo que deu errado.

Era sempre tudo exagerado, não tinha meio termo entre nós: Ou era muita atenção de uma só vez, ou era a extrema indiferença sobre o que o outro estava fazendo. Nunca vivemos um dia em que você me ligou sem que tenha sido pra me encher o saco sobre as roupas que deixei espalhadas de […]

Pra que chorar?
Pra que chorar?

Sou adepta à filosofia de que tudo acontece por um motivo. Confesso que antes ia pelo caminho de lamentar o que aconteceu ou o que me disseram, ficava reclusa, chorando pra procurar me aliviar. Mas hoje, um pouco mais madura talvez, não vejo mais os problemas como uma tempestade no copo d’água, comecei a encará-los […]

Dois antes e um depois
Dois antes e um depois

Eu e você sempre fomos assim, duas pessoas. Cada uma em seu mundo e, de vez em quando, fazíamos coisas juntos. Quem via de fora não fazia a menor idéia de como era esse nosso convívio, era melhor assim mesmo. Lembro de um dia que eu te disse o quanto te amava, cheguei até a […]